Blog

Leite Materno e seus benefícios para o desenvolvimento infantil

03/08/2021

A Semana Mundial do Aleitamento Materno, de 1 a 7 de agosto, aborda o tema “Proteger a Amamentação: uma responsabilidade de todos”.

O leite materno é o melhor alimento nos 2 primeiros anos de vida, sendo muito importante para o neurodesenvolvimento e nas mais diversas áreas.

🤱🏼É rico em:
COLINA: precursor da acetilcolina – neurotransmissor relacionado à memória, ao humor, ao controle muscular e a outras funções do cérebro e do sistema nervoso.

FERRO: cofator de enzimas cerebrais envolvidas na síntese de diversos componentes e, também, parte estrutural do grupo HEME dos eritrócitros.

ZINCO: tem diferentes funções na neurogênese (processo de formação de novos neurônios no cérebro), maturação e migração neuronal, e na formação do cérebro depois do nascimento.

PREBIÓTICOS: importantes para o desenvolvimento da microbiota intestinal (população de micro-organismos que habitam o trato gastrointestinal, tendo como funções manter sua integridade e controlar a proliferação de bactérias patogênicas, que podem causar doençaa e inflamações ).

LCPUFAs: DHA – ácido docosahexaenóico (Ômega-3) – e ARA – ácido araquidônico (Ômega-6) -, que favorecem o desenvolvimento cerebral (neurônios e mielina), da retina (visual), metabólico e do sistema imunológico.

MFGM: membrana dos glóbulos de gordura do leite (fosfolipídios, glicolipídios, proteínas e glicoproteínas), que têm papel importante no desenvolvimento imunológico e cognitivo.

🤱🏼A recomendação é que o bebê seja alimentado exclusivamente com leite materno nos primeiros 6 meses, levando em conta que este leite atende a todas as suas necessidades físicas.

A amamentação promove as primeiras oportunidades de interação e comunicação social entre a mãe e o bebê; de afeto; do contato visual, que é pré-requisito para os mais diversos aprendizados.

Quando não é possível amamentar, ou torna-se necessário associar a amamentação com fórmulas enriquecidas com componentes semelhantes ao leite materno, o ato de alimentar o bebê continua sendo essencial para o seu desenvolvimento e para o vínculo entre mãe e filho. Por isso, é importante sempre oportunizar aconchego, interação e afeto nesse momento.

Dra. Deborah Kerches

Dra. Deborah Kerches
Neuropediatria e Saúde Mental Infantojuvenil
Especialista em Transtorno do Espectro Autista (TEA)

Últimas publicações

Transtornos Ansiosos e Transtorno do Espectro Autista

Transtornos Ansiosos e Transtorno do Espectro Autista

Cerca de 40 a 66% das pessoas no espectro autista apresentam transtornos ansiosos. Dificuldades em prever ações; interpretar pessoas e o ambiente; em iniciar, manter e responder a relacionamentos de amizade, familiares ou amorosos, assim como aumento das demandas...

ler mais
Macrocefalia e Transtorno do Espectro Autista

Macrocefalia e Transtorno do Espectro Autista

Em torno de 20-30% das crianças com Transtorno do Espectro Autista apresentam macrocefalia (perímetro cefálico no gráfico de crescimento acima do percentil 97). Um aumento da taxa de crescimento do perímetro cefálico (PC) é encontrado em até 70% das crianças com TEA...

ler mais
Autismo e férias

Autismo e férias

As férias escolares chegaram! As crianças e adolescentes costumam ficar na expectativa, porém para aquelas que estão dentro do espectro autista, pode haver dificuldades com a mudança de rotina. Algumas orientações aos pais podem ajudar permitindo que todos vivam o...

ler mais
Depressão e Transtorno do Espectro Autista

Depressão e Transtorno do Espectro Autista

Cerca de 11-33% das pessoas com Transtorno do Espectro Autista apresentam como comorbidade a depressão, sendo mais frequente em adolescentes e adultos no espectro mais funcional e com risco aumentado em relação à população em geral. Alguns sinais de depressão podem...

ler mais
TEA associado a TDAH

TEA associado a TDAH

Cerca de 44 a 50% das pessoas com Transtorno do Espectro Autista apresentam Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) associado e destas, aproximadamente 84% recebem mais 1 diagnóstico comórbido. . TDAH é um transtorno do neurodesenvolvimento com forte...

ler mais
Níveis de gravidade no Transtorno do Espectro Autista

Níveis de gravidade no Transtorno do Espectro Autista

As dúvidas a respeito dos níveis de gravidade dentro do Transtorno do Espectro Autista (TEA) são frequentes até mesmo devido às infinitas possibilidades sintomatológicas. Os níveis de gravidade estão relacionados com a capacidade de comunicação/interação...

ler mais