Blog

Leite Materno e seus benefícios para o desenvolvimento infantil

03/08/2021

A Semana Mundial do Aleitamento Materno, de 1 a 7 de agosto, aborda o tema “Proteger a Amamentação: uma responsabilidade de todos”.

O leite materno é o melhor alimento nos 2 primeiros anos de vida, sendo muito importante para o neurodesenvolvimento e nas mais diversas áreas.

🤱🏼É rico em:
COLINA: precursor da acetilcolina – neurotransmissor relacionado à memória, ao humor, ao controle muscular e a outras funções do cérebro e do sistema nervoso.

FERRO: cofator de enzimas cerebrais envolvidas na síntese de diversos componentes e, também, parte estrutural do grupo HEME dos eritrócitros.

ZINCO: tem diferentes funções na neurogênese (processo de formação de novos neurônios no cérebro), maturação e migração neuronal, e na formação do cérebro depois do nascimento.

PREBIÓTICOS: importantes para o desenvolvimento da microbiota intestinal (população de micro-organismos que habitam o trato gastrointestinal, tendo como funções manter sua integridade e controlar a proliferação de bactérias patogênicas, que podem causar doençaa e inflamações ).

LCPUFAs: DHA – ácido docosahexaenóico (Ômega-3) – e ARA – ácido araquidônico (Ômega-6) -, que favorecem o desenvolvimento cerebral (neurônios e mielina), da retina (visual), metabólico e do sistema imunológico.

MFGM: membrana dos glóbulos de gordura do leite (fosfolipídios, glicolipídios, proteínas e glicoproteínas), que têm papel importante no desenvolvimento imunológico e cognitivo.

🤱🏼A recomendação é que o bebê seja alimentado exclusivamente com leite materno nos primeiros 6 meses, levando em conta que este leite atende a todas as suas necessidades físicas.

A amamentação promove as primeiras oportunidades de interação e comunicação social entre a mãe e o bebê; de afeto; do contato visual, que é pré-requisito para os mais diversos aprendizados.

Quando não é possível amamentar, ou torna-se necessário associar a amamentação com fórmulas enriquecidas com componentes semelhantes ao leite materno, o ato de alimentar o bebê continua sendo essencial para o seu desenvolvimento e para o vínculo entre mãe e filho. Por isso, é importante sempre oportunizar aconchego, interação e afeto nesse momento.

Dra. Deborah Kerches

Dra. Deborah Kerches
Neuropediatria e Saúde Mental Infantojuvenil
Especialista em Transtorno do Espectro Autista (TEA)

Últimas publicações

Estresse tóxico na infância

Estresse tóxico na infância

O estresse tóxico é definido como um estresse elevado, contínuo, que pode causar danos irreparáveis ao cérebro em desenvolvimento especialmente de crianças pequenas, impactando negativamente em todas as áreas de funcionamento, além de aumentar os riscos para doenças...

ler mais
Desenvolvimento e Autoestima

Desenvolvimento e Autoestima

Crianças com autoestima elevada dispõem-se a arriscar mais, são mais curiosas, motivadas, exploradoras e apresentam maior capacidade de enfrentamento. É importante para o desenvolvimento e fortalecimento emocional certo grau de desafio e frustração. Deve haver um...

ler mais
Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

18 de maio, é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. O abuso sexual é o ato praticado por um agente violador, possuidor ou não de autoridade sobre o menor, usando-o para satisfazer seu desejo sexual. É toda e qualquer ação...

ler mais
Nutrição e os primeiros anos de vida

Nutrição e os primeiros anos de vida

A nutrição nos primeiros anos de vida representa uma oportunidade única de impactar positivamente o futuro de nossos “pequenos” em relação aos mais diversos aprendizados e desenvolvimento global: neuropsicomotor, social, pôndero-estatural, saúde física e mental. Uma...

ler mais
Apraxia de fala e Transtorno do Espectro Autista

Apraxia de fala e Transtorno do Espectro Autista

A Apraxia de Fala, pode ser uma comorbidade no Transtorno do Espectro Autista (TEA). Se presente, aumenta as dificuldades para aquisição da fala e fala inteligível. O diagnóstico diferencial ou comórbido pode ser difícil e exige atenção às particularidades de cada...

ler mais
Desenvolvimento pós-natal

Desenvolvimento pós-natal

Com o nascimento o cérebro pode apresentar funcionamento típico ou já apresentar funcionamento ou predisposição a um funcionamento atípico. Há uma programação genética, porém, para que a criança alcance todo o seu potencial, são necessários estímulos e nutrição...

ler mais
Neurodesenvolvimento, genética e ambiente

Neurodesenvolvimento, genética e ambiente

Neurodesenvolvimento envolve o desenvolvimento do sistema nervoso e sua interação com o meio desde as fases mais iniciais e inclui competências motoras, sensoriais, de linguagem e comunicação, comportamentos, competências cognitivas verbais e não verbais, afetos e...

ler mais
Jovens com autismo e maior risco de depressão

Jovens com autismo e maior risco de depressão

Jovens com TEA, especialmente aqueles mais funcionais ,têm risco aumentado para depressão quando comparados com seus irmãos sem TEA e com a população em geral. Publicado no JAMA Network Open em agosto de 2018, este é um estudo com uma base grande e que continua muito...

ler mais