Blog

Síndrome Gand e Transtorno do Espectro Autista

01/07/2021

A Síndrome GAND é um transtorno do neurodesenvolvimento, de origem genética, caracterizado por atraso do desenvolvimento neuropsicomotor e do desenvolvimento intelectual, de moderado a grave.

🧬As crianças evoluem com atraso na aquisição da fala e podem manifestar sinais de apraxia de fala, hipotonia global, dificuldades na introdução alimentar, agitação psicomotora, características dismórficas como macrocefalia, frontal abaulado, hipertelorismo, olhos fundos, pavilhões auditivos girados posteriormente, nariz largo alongado com ponta nasal proeminente.

🧬A grande maioria evolui com comportamentos do espectro autista com déficits na comunicação e interação social associado comportamentos rígidos, repetitivos, estereotipados associado à baixa tolerância à frustrações e tendência à comportamentos disruptivos.

🧬Outras características incluem: crises epilépticas, cardiopatias (vávula aórtica bicúspide, estenose aórtica e estenose de artéria pulmonar) e achados inespecíficos em neuroimagens (ventrículos cerebrais alargados, corpo caloso fino, anormalidades de substância branca e hipomielinização).

🧬A maioria dos casos ocorre por uma mutação de novo (ou seja, nova) no gene GATAD2B, que está localizado no cromossomo 1(em 1q21.3). O gene GATAD2B é um gene codificador de proteína que guarda relação direta com o desenvolvimento cognitivo. Filhos de indivíduos com GAND teriam 50% de chance de compartilhar o transtorno.

🧩Crianças com TEA e características acima descritas têm indicação de investigação genética, sendo importante para nortear o tratamento e acompanhamento dos possíveis comprometimentos sistêmicos.

Fonte: Shieh et al., 2020.

Dra. Deborah Kerches

Dra. Deborah Kerches
Neuropediatria e Saúde Mental Infantojuvenil
Especialista em Transtorno do Espectro Autista (TEA)

Últimas publicações

Transtorno do Espectro Autista na CID-11

Transtorno do Espectro Autista na CID-11

🚨Atualização: No relatório final do site oficial da Organização Mundial da Saúde (OMS), não consta o código 6A02.4. site: https://icd.who.int/browse11/l-m/en 🧩Dessa forma constam os seguintes códigos para TEA na CID 11. 6A02 – Transtorno do Espectro do Autismo (TEA)...

ler mais
“O mundo pede saúde mental”

“O mundo pede saúde mental”

O mundo pede saúde mental”. Esse é o alerta da campanha Janeiro Branco de 2022, que chega, mais uma vez, com o objetivo de colocar em pauta questões e necessidades relacionadas à Saúde Mental. É um convite para que possamos estar atentos à nossa própria saúde mental e...

ler mais

Natal: dicas para crianças com autismo

O período de fim de ano traz à tona aspectos importantes relacionados a particularidades do Transtorno do Espectro Autista (TEA). Isso porque, acontecimentos e preparativos relacionados às festas de Natal e de Réveillon podem afetar, por diferentes motivos, crianças e...

ler mais
Autismo “leve” X Autismo “severo”

Autismo “leve” X Autismo “severo”

Muitas pessoas com autismo nível 1 (“leve”) relatam o quanto seus desafios costumam ser ignorados ou não valorizados. Isso se aplica ainda mais às meninas e mulheres no espectro nível 1. Da mesma maneira, autistas no nível 3 de suporte (“severo”) podem ter suas...

ler mais
Masking é prejudicial no TEA?

Masking é prejudicial no TEA?

A camuflagem social ou masking envolve um conjunto de estratégias que visam “camuflar”, “mascarar” comportamentos característicos do TEA a fim de se adaptar e atender às expectativas dos mais diversos contextos sociais. A camuflagem social também é uma estratégia...

ler mais
Prematuridade e autismo: existe alguma relação?

Prematuridade e autismo: existe alguma relação?

Muitas pesquisas têm se dedicado a descobrir se o nascimento prematuro contribui de alguma forma para maior risco de autismo, ou, ainda, se prematuridade e autismo podem compartilhar influências genéticas ou ambientais. Um estudo recente, considerado o de maior...

ler mais
O que você sabe sobre gagueira?

O que você sabe sobre gagueira?

A gagueira é um distúrbio neurobiológico da fluência da fala, que se manifesta na infância, podendo persistir na vida adulta. Até 3-4 anos pode ser considerado disfluência e faz parte do processo da linguagem. Quando persiste ou surge depois dessa idade, merece...

ler mais

Bullying e Transtorno do Espectro Autista

O bullying corresponde à prática de atos intencionais de violência, física ou psicológica, cometidos por um ou mais agressores contra um indivíduo ou grupo. Pode gerar prejuízos significativos na vida de muitas crianças e adolescentes, tendo eles desenvolvimento...

ler mais